SEMANA DA ALIMENTAÇÃO

Blog de leoni :ATIVIDADES PROF LEONÍ, SEMANA DA ALIMENTAÇÃO

Sugestões de atividades para SEMANA DA ALIMENTAÇÃO

n Sugerir aos alunos que proponham aos familiares prepararem uma refeição ou um lanche juntos. Contar a experiência para a turma.

n Organizar o lanche da vovó na história infantil do Chapeuzinho Vermelho: O que será que ela pode comer? E também listar os alimentos que estão no tabuleiro do verdureiro na história da Bonequinha Preta.

n Estimular a influência dos sentidos na alimentação. De olhos vendados, o aluno deve ser capaz de descobrir que alimento é aquele através do olfato, gosto, formato...

n Promover um festival “A cozinha do chefe” entre os alunos da turma ou da escola. O festival pode ter alguns temas, como “sucos de frutas”, “saladas” ou “sobremesas”. Algumas pessoas podem montar um júri que irá degustar as preparações e dar notas. Todos podem ser vencedores!

n Solicitar aos alunos que tragam uma receita muito usada por sua família para apresentar à turma. Explorar os seguintes aspectos: diferentes hábitos alimentares; medidas caseiras e unidades con­vencionais de medida; fenômenos químicos e físicos relacionados à culinária (“Por que o bolo cresce?” “Por que a massa do pão tem que descansar?”); significado dos termos utilizados nas receitas (assar, cozinhar, refogar, grelhar, fritar, marinar, untar...).

n Estabelecer relações entre a culinária dos diferentes estados do Brasil ou dos diferentes países do mundo com as características geográficas do local. Entrevistar pessoas da comunidade escolar que tenham nascido ou morado em outros estados, sobre os prin­cipais alimentos consumidos, os hábitos alimentares, o modo de preparo das comidas típicas, entre outros aspectos.

n Realizar o “Dia da Gostosura”. Cada participante deve trazer um alimento que nunca comeu, evitando os alimentos industrializados. Os alimentos devem ser expostos de modo atraente e todos devem ser estimulados a provar alguns deles. Discutir com o grupo sobre a possibilidade de incluir novos alimentos em seus hábitos.

n Pesquisar sobre os diferentes profissionais que estão relacionados à função da cu­linária: cozinheiro, auxiliar de cozinha, merendeira, nutricionista, chefe de cozinha, pa­deiro... Aproveitar o tema para valorizar a atuação dos merendeiros da escola com uma homenagem, uma visita, um bate-papo.

n Discutir com os alunos os cuidados de higiene na preparação de alimentos e a preven­ção de acidentes na cozinha.

n Discutir a origem dos alimentos, por exemplo, de onde vem o pão, o macarrão, a man­teiga, o queijo, o óleo, o café, o açúcar...

n Visitar a cozinha da escola ou da própria casa e listar os diferentes equipamentos e utensílios existentes, identificando para que servem.

n Aproveitar a comemoração de datas especiais para planejar um cardápio saudável e cozinhar em família.

n Assistir filmes ou vídeos que incentivem a discussão sobre hábitos alimentares: Sugestões: “Como água para chocolate”; “Chocolate”; “Casamento Grego”; “O Ban­quete de Vatel”; “A Festa de Babete”; “Super Size Me”; “O Tempero da Vida”.

n Promover a leitura de histórias infanto-juvenis relacionadas ao tema, entre elas:Come, come - pais e filhos na cozinha - João Alegria - Jorge Zahar EditoraO sabor das especiarias – Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada – Editora ScipioneO Livro de Receitas do Menino Maluquinho – Ziraldo – Editora MelhoramentosExpedito, o cozinheiro – Liliana Iacocca – Editora ModernaEm Cima e Embaixo – Janet Stevens – Editora Ática

n Propor ao grupo uma discussão sobre alimentação saudável baseada na música “Comi­da” do grupo Titãs. A discussão pode ser motivada com perguntas como: “você tem fome de quê?”; “você come para quê?”; “você come o quê?”

n Discutir a utilização de temperos naturais em substituição ao sal ou outros temperos e molhos industrializados. Pesquisar receitas em que os temperos naturais são utilizados (açafrão, alecrim, orégano, cheiro verde, coentro, manjericão, cravo, canela...). Organizar uma horta, caso a escola possua espaço. Sugerimos o plantio de plantas aromáticas e condimentares. A construção de mini-hortas (ervas) em caixotes costuma despertar grande interesse.

n Discutir com os alunos quais seriam as estratégias para tornar o refeitório da escola um espaço mais prazeroso e agradável.

n Escolher alguns cardápios servidos na escola e identificar os diferentes grupos de 8

alimentos e o seu modo de preparo. Consultar as fichas de preparação dos cardápios e entrevistar merendeiras e/ou responsáveis pela merenda na escola.

n Elaborar uma oficina de culinária com os alunos. A vivência da oficina de culinária é uma estratégia com grande poder de sensibilização para que as pessoas reflitam sobre suas práticas alimentares. A vivência da oficina não precisa acontecer, necessariamente, em uma cozinha. Há várias receitas que com­binam saúde e prazer que não necessitam, para o seu preparo, de todos os equipamentos de uma cozinha (fogão, forno, geladeira...) como, por exemplo, sanduíches saudáveis ou saladas e outras que necessitam de equipamentos que podem ser utilizados fora da cozinha (batedeira, liquidificador, multiprocessador...) como por exemplo, vitamina de frutas, sopas frias ou “sacolé” de frutas.

domingo 14 março 2010 21:12



1 comentário(s)

  • José Alves Qua 28 Mar 2012 23:48
    gostei das suas sugestões,serviu para ampliar o meu plano de aula.


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.167.171.186) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para leoni

Precisa estar conectado para adicionar leoni para os seus amigos

 
Criar um blog